COE: O que é? Como posso investir? Vale a pena? Saiba AQUI!

O COE (Certificado de Operações Estruturadas) chega para inovar o mercado brasileiro no cenário de investimentos. Seu método é inovador e junta renda fixa e renda variável como por exemplo o BOVESPA e índice Dow Jones.

É como investir na bolsa de valores sem correr o risco de perder o que investiu, e é aí que está seu grande diferencial pois seu capital está protegido.

Em resumo, o COE propicia ao investidor ganhar dinheiro, mas não perder dinheiro. Quer saber mais? Então não deixa de conferir esse post! Vamos lá?

Como posso investir?

Para investir no COE, basta que tenha conta em uma corretora que tenha esse produto. Em seguida deve assinar o Documento de Informações Essenciais que cada COE possui. Com esse documento fica claro que o investidor fica ciente de todos os benefícios e riscos que o produto oferece, por isso é importante ler tal documento antes de fazer qualquer investimento. A emissão do “DIE” é obrigatória.

coe

O COE é nada mais que um pacote montado por um banco, onde dentro desse pacote pode haver ativos de renda fixa e variável como por exemplo: ações, CDBs e títulos do tesouro direto.

Quem decide o que vai complementar cada pacote é o próprio banco, ele também define as características do seu COE, como data de vencimento, aporte mínimo, o cenário de perdas e ganhos, etc.

O investidor deverá escolher um banco ou corretora de confiança que tenha o selo Cetip Certifica, que é um selo que garante o registro do título comprado no CPF do comprador. O investidor poderá verificar tudo isso no site da Cetip, na área do investidor. O link para o site é:   https://www.cetip.com.br/cetipcertifica

Ao escolher o banco e criar o COE, o investidor elabora pacotes de cenários para o desempenho de um ativo, que pode ser tanto no Brasil quanto no exterior.

COE renda fixa

Caso o investidor seja mais conservador, é interessante que ele aposte principalmente em investimentos de renda fixa, que garantam um retorno de ao menos 100% do DI (Depósito Interfinanceiro).

Apesar de ser considerado um ativo de renda fixa, o COE é totalmente diferente de outros produtos de renda fixa. Quando se investe no COE, está se investindo em um “título de risco” porém, com um plus de ter todo seu capital protegido no vencimento.

Caso seu investimento se concretize, o retorno será bem maior do que na renda fixa, caso contrário, caso o investimento não saia conforme o planejamento, seu capital será recebido de volta sem nenhuma perda.

Uma coisa importante a ser lembrada é que tanto as perdas quanto os ganhos no COE são limitados. E é importante verificar tudo antes de investir, pois isso também proporciona uma previsão do quanto pode ganhar.

Apesar de ser um produto de renda fixa um pouco mais complexo do que os demais, é importante que o investidor esteja ciente das regras de ganhos e perdas antes de investir.

COE Bovespa

Em se tratando de resgate, quando o COE é de emissão própria, o próprio banco fará o lançamento de dados do COE e identificação do cliente.

O fluxo financeiro referente ao resgate do investimento ocorrerá entre banco e cliente, fora da área da BM&FBOVESPA.

Em se tratando do índice BOVESPA, vamos a um exemplo de um determinado investidor. O COE possui prazo de investimento de 6 meses, possui capital protegido e está indexado tanto a alta quanto a baixa do índice Bovespa, sendo assim, quando o índice aumenta, por exemplo, 20%, o investidor recebe o capital, e mais 20% do investimento.

Porém o investidor deixaria de ganhar caso o índice Bovespa ultrapasse o limite na alta de 24,99% e na baixa 14,99%, o investidor receberia apenas o que investiu mais inflação.

coe

Vale a pena investir em Coe

O principal benefício é não perder seu capital inicial. Outro ponto benefício é ter acessibilidade à outros tipos de investimentos, principalmente exteriores, como investimento em ações da Google, NEtflix, Apple, etc, coisa que sem ele seria muito difícil.

Ou seja, o COE promove acessibilidade a outros tipos de investimentos com valor baixo, rentabilidade boa caso o investimento seja atingido e uma estrutura bem flexível, já que cada COE tem seu formato próprio.

O custo também é outro fator chamativo. Caso o investidor comprasse uma ação ou uma renda fixa, de forma a estruturar uma operação de derivativos para garantir retorno, o mesmo gastaria muito.

Como o COE é uma cesta de ativos, ele proporciona um valor bem menor para entrar nesse tipo de investimento.

Gostou do texto? Então deixe seu comentário!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Você Também Pode Gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.