Fundos Imobiliários: Saiba o que são e como funcionam!

Já ouviu falar sobre fundos imobiliários? Ou sobre aqueles conselhos de investir em imóveis para ter rendas com alugueis? É por essas e outras que, hoje, junto ao investimento na poupança, temos um grande número de investimentos em imóveis como formas de acumular rendas.

Sim, esta é uma boa pedida, porém, possui baixa liquidez em relação a poupança, isto é, não é tão fácil assim comprar ou vender um imóvel.

Visando superar essa desvantagem, os fundos de investimentos imobiliários (FII) começaram a ganhar espaço no mercado, a fim de facilitar a negociação, e claro, chamar a atenção de investidores. Se você quer saber mais sobre esse tema, esse texto é para você. Vamos conferir?

O que são Fundos Imobiliários ?

Enfim, o que são esses fundos imobiliários? Bom, eles são condomínios de investidores, ou seja, é como se fosse constituído de, no linguajar popular, “condomínios fechados”, onde cada investidor comprará um ou mais apartamentos, que no caso, são cotas.

Esses condomínios são fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e administrados por instituições financeiras.

Cada instituição aplica os investimentos em determinados investimentos imobiliários, podendo ser estes: shoppings, edifícios comerciais, galpões, etc.

Podem também adquirir títulos relacionados ao setor, como as LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) ou CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários).

fundos imobiliários

Como funcionam?

A aplicação em fundos imobiliários se parece muito com a compra de ações, visto que suas cotas são negociadas na Bolsa de Valores Brasileira, Bovespa.

Sendo assim, é possível a negociação com outros investidores através de programas de negociação online, sendo essas disponibilizadas por corretoras de valores.

Uma das principais vantagens do Fundo de Investimento Imobiliário é a valorização das cotas.

Dizemos isso porque, assim como ocorre na transação de ações de empresas, você pode vender suas cotas pelo preço maior do que pagou por elas, assim ganhando lucro com elas.

Outro ponto positivo nesse mercado, é receber proventos todo mês, como nos aluguéis de imóveis. No caso do FII, cerca de 95 % do lucro apurado é distribuído aos cotistas.

Fundos imobiliários mais rentáveis

Dentre os fundos imobiliários mais rentáveis, tempos o Polo I Rec. Imobiliários, seguido pelo Mérito Des. Imobiliário I e posteriormente o RB Capital Renda II.

Como Investir?

O investimento em cotas de Fundos Imobiliários pode ser feito de duas formas: Através do mercado primário: A compra é feita por Boletim de Subscrição.

As cotas de FII são divulgadas por ofertas públicas, isto é, são as primeiras cotas oferecidas ao mercado e que já possuem valor decretado e uma quantidade mínima de compra.

Mercado Secundário: A oferta pública tem período de divulgação, e encerrado esse tempo, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) concede uma autorização para que se inicie as negociações das cotas na Bovespa, isto é, quem investiu nas cotas da oferta pública, poderá vender essas cotas a outros investidores, utilizando de ordens de venda.

Independente da utilização do mercado primário ou secundário, a compra das cotas só pode ser feita por uma corretora.

 

fundos imobiliários

Ao fazer a compra de uma cota, é importante que o investidor se atente para algumas questões como a qualidade do empreendimento, que compreende basicamente em saber ao certo a localização dos imóveis, a classificação do mesmo, histórico de ocupação, e potencial de valorização.

Além disso, deve-se verificar a qualidade dos inquilinos, visto que, há fundos que já possuem inquilinos instalados. Outros pontos que devem ser levado em conta é a diversificação de segmentos e o retorno de rendimento esperado.

Vale a Pena?

A questão é, por conta da crise atual do Brasil, o mercado imobiliário ficou em queda, mesmo assim vale a pena investir no FII? Depois de algum tempo em baixa, o mercado de imóveis dá sinal de recuperação, e você pode investir sem ter que comprar um.

Imóvel, como o próprio nome diz, é uma coisa fixa, um investimento de baixa liquidez, você só põe no bolso mesmo a valorização de um imóvel quando o vende.

fundos imobiliários

Uma alternativa para investir no mercado imobiliário sem ter que comprar uma casa, apartamento ou mesmo uma sala comercial, é o fundo imobiliário.

Com a vantagem de que em vez de investir em um único imóvel, que você precisa administrar e ainda corre o risco de não receber o aluguel, ao investir em fundos imobiliários, é como se você comprasse pequenos pedacinhos de muitos imóveis: shoppings, escritórios, galpões industriais, agências bancárias etc.

Com a queda de juros e a retomada da economia, o varejo se aquece e novos estabelecimentos comerciais surgem.

Não é à toa que o IFIX, o índice que mede o comportamentos dos principais FIIs, se valorizou em mais de 50% do ano passado pra cá.

Está aí a vantagem de investir nesse tipo e mercado. Ainda vemos boas perspectivas no investimento em imóveis em áreas bem localizadas e que tenham contrato de locação mais longos, assim tendo mais garantia de ocupação durante essa recuperação do mercado imobiliário.

E esse tipo de investimento traz consigo mais uma vantagem: pessoa física não paga imposto não paga imposto sobre os rendimentos mensais distribuídos pelos FIIs.

É como receber um aluguel mensal, só que sem ter que pagar imposto de renda.

Quer saber mais sobre investimentos? Então confira esse outro post, clicando aqui!

Gostou do texto? Deixe seu comentário! Vamos adorar respondê-lo!

0 Compart.
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *